Highslide for Wordpress Plugin

Pastoral da Criança

A Pastoral da Criança na Paróquia Sant’Ana de Campinas realiza a pesagem das crianças todo 3º sábado do mês, das 8 às 11h, no Recanto da Alegria, no Gênesis.

Quem tiver interesse em participar como voluntária, entre em contato com a Secretaria Paroquial ou com alguém da Pastoral da Criança.

A Pastoral da Criança é apontada como uma das mais importantes organizações em todo o mundo a trabalhar nas áreas da saúde, nutrição e educação da criança, desde o ventre materno até os seis anos de vida, e de prevenção da violência no ambiente familiar, envolvendo necessariamente as famílias e comunidades.

Essa história começou em 1982, numa reunião da ONU em Genebra, quando o Cardeal Dom Paulo Evaristo Arns, então Arcebispo de São Paulo, se encontrou com Mr. James Grant, Diretor Executivo do UNICEF na época. Este o convenceu de que a igreja poderia ajudar a salvar milhares de vidas de crianças que morriam de doenças facilmente preveníveis como, por exemplo, a desidratação causada pela diarréia. O soro oral era considerado um dos maiores avanços da medicina na época. Voltando ao Brasil, Dom Paulo contatou sua irmã, a médica pediatra e sanitarista Dra. Zilda Arns Neumann, pedindo-lhe que pensasse de que maneira se poderia concretizar essa idéia.

No ano seguinte, a CNBB – Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – confiava a tarefa de criação e desenvolvimento da Pastoral da Criança à Dra. Zilda Arns Neumann e a Dom Geraldo Majella Agnelo, então arcebispo de Londrina, Paraná, depois Secretário da Congregação para o Culto Divino e Disciplina dos Sacramentos da Santa Sé, no Vaticano, e agora Arcebispo Primaz de Salvador, Bahia.

Em setembro de 1983, a Pastoral da Criança iniciava suas atividades no município de Florestópolis, no estado do Paraná, sul do Brasil, desenvolvendo uma metodologia própria que une a fé com a vida, tendo como centro a criança em seu contexto familiar e comunitário. É uma metodologia que multiplica conhecimentos e amplia os laços de solidariedade, fortalecendo a rede de voluntários que promove o autodesenvolvimento dos pobres, visando sua própria libertação.

Esta metodologia conta com três grandes momentos de intercâmbio de informações que ajudam no fortalecimento da solidariedade. O primeiro são as visitas domiciliares mensais, realizadas pelos líderes comunitários a cada família; o segundo é a realização do dia do peso, que se transforma num momento de festa da celebração da vida; o terceiro, são as reuniões de educação comunitária participativa, chamadas de pequenas rodas de conversa.

Ações Básicas

A base de todo o trabalho da Pastoral da Criança são a comunidade e a família. A dinâmica consiste em capacitar líderes comunitários, que residem na própria comunidade, para mobilização das famílias nos cuidados com os filhos. Em todas as comunidades atendidas, coloca-se em prática um conjunto de ações que vão daquelas voltadas para a sobrevivência e desenvolvimento integral da criança até a melhoria da qualidade de vida das famílias carentes, tanto no plano físico e material como no espiritual. Desta maneira, procura gerar igualdade de oportunidades, justiça e paz. Entre essas ações destacam-se:

  • Apoio integral às gestantes
  • Incentivo ao aleitamento materno
  • Vigilância nutricional
  • Alimentação enriquecida
  • Controle de doenças diarréicas
  • Controle de doenças respiratórias
  • Remédios caseiros
  • Estimulação para a vacinação de rotina das crianças e das gestantes
  • Educação essencial
  • Prevenção da violência contra a criança no ambiente familiar