Highslide for Wordpress Plugin

Notícias › 21/02/2018

Comissão para a Juventude inicia Seminários “Rota da Vida”

A preocupação com o extermínio de jovens no Brasil, que em 2014 registou mais de 25 mil assassinatos por arma de fogo entre pessoas na faixa de 15 a 29 de idade, motivou a Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) a desejar compreender as razões desta realidade e exercer atividades que promovam a vida.

Baseado no sentido missionário, surge o projeto Rota da Vida, cujo propósito é compreender qual o valor e função que esses assassinatos passam à sociedade. A Comissão vai ao encontro dessas realidades com os seminários da iniciativa para debater, confrontar e levantar dados que reúnam não somente números, mas “ir na origem do problema e promover políticas para solucionar o que aflige a sociedade”.

Além da tabulação dos dados, será produzido um documentário para oferecer à sociedade os dados coletados. A intenção é que seja um estímulo a fim de conceder respostas e soluções a partir de políticas públicas para o problema da violência juvenil, visando a elaboração do plano nacional da juventude pelo Governo Federal.

O bispo de Imperatriz (MA) e presidente da Comissão para a Juventude da CNBB, dom Vilsom Basso, falou da importância desta iniciativa:

“É um trabalho onde a gente une as forças da Igreja com as organizações da sociedade civil que pensam e querem o bem da juventude para identificar as causas da violência, daquilo que afeta a vida da juventude e encontrar caminhos para a superação da violência e para construir espaços onde a juventude possa viver, encontrar razões e oportunidades de uma vida digna e feliz, dentro desse espírito da Campanha da Fraternidade, da superação da violência, porque todos somos irmãos”.

Maceió

O primeiro seminário Rota da Vida aconteceu nesta terça-feira, 20, em Maceió (AL), com a presença de professores, educadores, jovens líderes, organizações não-governamentais, instituições religiosas e da sociedade civil, num total de 600 participantes.

Na oportunidade, os participantes foram acolhidos pelo arcebispo local, dom Antônio Muniz Fernandes, e assistiram um vídeo-mensagem do secretário-geral da CNBB, dom Leonardo Steiner. O doutor em Pedagogia Social Geraldo Caliman, professor de Mestrado na Universidade Católica de Brasília e membro da Cátedra da Unesco, conduziu a conferência “O Sistema Preventivo na promoção da vida”.

À tarde aconteceu a mesa da juventude, com dois momentos: exposição de políticas públicas que contribuem para uma cultura de paz e pessoas que desenvolvem iniciativas que promovem a vida.

Na sequência, serão visitas as arquidioceses de Natal (RN), Fortaleza (CE), Aracaju (SE), São Luís (MA), Vitória (ES) e Goiânia (GO), cujas cidades que as sediam são as mais violentas segundo o Mapa da Violência.

Por CNBB